Entenda porque os novos estoques necessitam de leitores de longo alcance

Os e-commerces seguem em crescimento contínuo nos últimos anos, a movimentação de compras pela internet segue a todo vapor e mostra que não vai recuar mesmo com o retorno nas atividades presenciais.

A praticidade que as lojas online oferecem se tornou o grande atrativo para consumidores. Essa preferência  tornou os centros de distribuição um lugar estratégico e agitado no comércio eletrônico.

O Brasil teve média de 301 milhões de compras online em 2020, segundo estudo da Neotrust. Esse volume de vendas fez com que o comércio buscasse fórmulas para cobrir essa alta procura.

Para ter maior controle sobre esses pedidos, as empresas começaram a centralizar suas movimentações em grandes armazéns. Esse método fez com que os esses espaços fossem um desafio recorrente para os grandes marketplaces.

A melhor solução encontrada foi aumentar a verticalização do estoque, por meio de armazéns com pé direito alto, assim expandindo seu armazenamento e otimizando seu espaço. 

Os benefícios da expansão vertical

Nesse tipo de armazenagem, a busca é otimizar os espaços, por isso, geralmente, os andares térreos são divididos em diversos nichos, enquanto os demais andares são espaços maiores para pallets.

A dinâmica desse tipo de armazenamento é facilitar o picking dos produtos. Os nichos do térreo priorizam os ativos que possuem alta saída, enquanto os andares superiores armazenam produtos com poucas vendas ou que exigem maior espaço de acomodação.

O uso desse modo de depósito exige que as empresas tenham equipamentos que consigam ser versáteis para se adaptar à variedade de distância. 

O custo-benefício de ter os leitores de longo alcance na operação

O leitor de longo alcance começou a ser protagonista nas operações, por causa da sua versatilidade e tecnologia envolvida. Dentro da operação, o dispositivo é exposto em diversas distâncias de leitura. 

Os dispositivos que possuem a tecnologia podem ler de forma rápida e com precisão códigos em curta, média e longa distância, dando toda flexibilidade que o cotidiano exige.

Outro ponto diferencial são as aplicações que os equipamentos oferecem. Os dispositivos com esse tipo de leitura, podem ser integrados às empilhadeiras, a junção facilita que o operador faça as leituras dentro do veículo, resultando em mais praticidade e produtividade. 

Um benefício que a empresa pode contar quando contrata os leitores de longo alcance é que eles reúnem as tecnologias de ponta dos fabricantes.  

Por serem dispositivos repletos de funcionalidades, as marcas investem toda sua tecnologia em seus desenvolvimentos. Na maioria dos casos, os dispositivos contam com tecnologias únicas, alto padrão de IP, processadores rápidos e grande capacidade de memória. 

Conheça os equipamentos Zebra com leitores de longo alcance

A Zebra desenvolve dispositivos com leitor de longa distância que podem ser usados nos mercados de: logística, manufatura, varejo, cadeia fria e governo. 

A fabricante desenvolve dois coletores de dados com leitor de longo alcance: MC93 e MC33. A dupla reúne toda a tecnologia de ponta da Zebra, e ambos são extremamente robustos e repletos de funcionalidades únicas da fabricante. 

O MC93 conta com seus visores de tela e scanner reforçados com a tecnologia Gorilla Glass que torna os vidros dos equipamentos ultra resistentes contra grandes impactos e arranhões. 

O MC93 reúne tecnologia de ponta e leitor de longo alcance

O MC93 reúne tecnologia de ponta e leitor de longo alcance

Ele possui vedação dupla de IP65 e IP67, resistente a quedas, e seu leitor tem capacidade de ler qualquer tipo de código com escaneamento omnidirecional e reconhece códigos mesmo com rasuração. 

Enquanto o MC33, possui IP64, tecnologia Gorilla Glass, resistente a quedas e suporta atividades em temperaturas extremas de -20 C a 50 C. Além de contar com o leitor especial  ominidirecional da Zebra.

O MC33 traz praticidade e inovação para operação

O MC33 traz praticidade e inovação para operação

Ambos coletores podem ser personalizados para sua operação com leitores padrões, e até scanners de longo alcance que chegam a leitura de até 21 metros. 

Conte com a Prime para ter a Zebra em sua operação!

A Prime Interway é uma distribuidora de equipamentos para automação e mobilidade corporativa. Como distribuidora de Zebra oferecemos todo suporte necessário para sua venda com assistência técnica, primeira configuração dos dispositivos e garantias exclusivas. 

Se você se interessou em contar com a tecnologia de longa distância da Zebra, entre contato conosco ou procure sua revenda parceira.

Quer se tornar uma revenda Prime? Se cadastre neste link!

5 motivos para migrar seus coletores de dados para Android com a Zebra

Os coletores de dados com Android começam a ser maioria dentro do mercado de mobilidade e automação. Para quem está no mercado há bastante tempo, deve lembrar da hegemonia do Windows nos dispositivos.

O Windows dominava o mercado dos coletores de dados até os últimos anos, porém o avanço tecnológico dentro das empresas começou exigir mais capacidade dos sistemas operacionais.

Com a progressão das operações, o Windows foi exigido ao seu máximo, mas não conseguiu suprir as necessidades de velocidade e robustez que o mercado exigia.

Quadro apresenta a ordem cronológica das descontinuação do Windows Mobile

A Microsoft foi descontinuando seus suportes para Windows Mobile

Sem evolução, a Microsoft começou a analisar sua presença no mercado de coletores. Até que no primeiro trimestre de 2021, a empresa confirmou a descontinuidade do Windows CE e Mobile, acabando com o suporte para coletores de dados.

Como o fim do suporte do Windows impacta as empresas? 

Sem o suporte da Microsoft, o Windows não recebe atualizações regulares. A falta de novas versões de segurança e do próprio sistema faz com que os dispositivos fiquem vulneráveis.

Os equipamentos desprotegidos podem impactar diretamente na segurança da empresa, já que o coletor de dados pode ser a porta para um possível ataque cibernético.

Estudos mostram que 57% das violações poderiam ser evitadas com um patch de segurança. Por isso, atualizações recorrentes de segurança são essenciais para que a operação não sofra com malwares e vazamentos de dados.

Surgimento dos coletores de dados com Android 

Como o Windows já não respondia às necessidades das empresas, o Android começou a surgir como uma opção. Em sua primeira versão empresarial, o sistema operacional não teve um grande sucesso.

Mas os desenvolvedores seguiram apostando na versão corporativa. Eles buscaram as melhorias e correções que o sistema operacional necessitava para entrar nas aplicações;

Os investimentos do Google no Android empresarial aconteciam pelos benefícios que eles acreditavam que o sistema podia oferecer ao ramo.

O layout e a usabilidade eram pontos fortes do Android, por ser muito popular em celulares, os desenvolvedores confiavam que os operadores teriam mais familiaridade com o uso do sistema operacional.

E eles estavam certos, a proximidade dos operadores ao sistema se tornou o diferencial do Android dentro das operações. Tornando os treinamentos dos colaboradores mais fácil e rápido.

Essa facilidade na utilização impulsionou o crescimento do Android dentro da mobilidade corporativa e da automação comercial. Um exemplo disso, são os levantamentos feitos pela Zebra no estudo sobre o Futuro de Armazéns 2024.

O estudo mostra que 83% dos entrevistados do mercado de armazéns, já estão usando ou planejam usar o sistema operacional Android. Os líderes das empresas comentam o que esperam com a implementação do Android em sua operação:

43% esperam melhorar a eficiência dos funcionários, enquanto 39% acreditam que vão aumentar a capacidade dos funcionários de se adaptar às novas complexidades no fluxo de trabalho. E, por último, 39% preveem estabilizar o desempenho mesmo com a variabilidade da força de trabalho. 

Os benefícios de ter coletores de dados com Android 

A nova plataforma entrega as funcionalidades do Windows com mais benefícios exclusivos. Os coletores de dados com Android conseguem executar os aplicativos mais famosos da Microsoft como: Ingresso no local de trabalho (Workplace Join), Intune, Outlook, Serviços móveis do Azure, Office e Office 365, OneDrive e Cortana.

Com o Android ainda é possível sincronizar aplicativos do Google e Outlook. E desenvolver suas próprias aplicações dentro do Android pelo Visual Studio. Além dessas praticidades, a mudança de Windows para Android faz com que a empresa ganhe 5 benefícios:

  1. 1. O browser do Android é mais rápido e eficiente, ajudando nas aplicações das grandes ERPs que utilizam esse recurso.
  2. O Android facilita os treinamentos dentro das empresas, pois os colaboradores já estão acostumados com sua interface e usabilidade.
  3. O Android Empresarial conta com recursos avançados e exclusivos para maximizar a eficiência e a produtividade.
  4. A Zebra fornece o Mobility DNA para equipamentos Android, trata-se de um ecossistema que disponibiliza ferramentas de gerenciamento, integração, segurança e ferramentas de diagnósticos dos dispositivos.
  5. A interface touchscreen recebe recursos gráficos poderosos que aumentam a eficiência dos processos executados no dia a dia das empresas.

A Zebra facilita sua migração para o Android

Migre de forma fácil para o Android com a Zebra, a fabricante oferece todos seus benefícios na hora da troca de sistema.  Além de contar com coletores de dados de entrada, robusto, RFID e vestível com o sistema operacional.

A Prime Interway, juntamente com suas revendas parceiras, possui opções de Trade in e locação para facilitar a migração. Entre em contato e saiba mais.

Para você que ainda não é uma revenda Prime, cadastre-se em nosso formulário e conte com todos os nossos benefícios e exclusividades.